Buenos Aires: 7º dia


12.01.2015. Segunda. No nosso penúltimo dia em Buenos Aires resolvemos não fazer nada muito cansativo ou que precisasse ir para muito longe. Em resumo, já digo que esse foi um dia de muita comilança! Acho que engordei uns 30 kg.

Primeiro fomos andando para tentar encontrar um bendito alfajor de Oreo da Milka para um colega do Moa e não achamos em nenhum Kiosko das muitas dezenas que visitamos.

WP_20150112_004

Então, seguimos pela Avenida Corriente onde resolvemos “comer al paso” (de pé mesmo) uma famosa empanada frita da Pizzeria Guerrín. Pedi uma de carne e Moa uma de frango. Parece um pastelão mas com uma massa mais grossa e extremamente recheado. Muito boa!

A Avenida Corrientes é muito movimentada, cheia de vida! Tem uma grande concentração de Teatros e restaurantes. É uma pena que a maior parte dos espetáculos ficam suspenso em janeiro por causa das férias. Aliás, muitas estabelecimentos comerciais ficam fechados em Buenos Aires durante o mês de janeiro, mas nada que comprometa a vida do turista na cidade. Isso não acontece no Rio. Pelo menos nunca prestei atenção nisso.  Ainda volto à essa cidade em algum feriado prolongado para poder desfrutar um pouco dessa riqueza cultural!

WP_20150112_006

Enfim, seguimos andando e assando pela Avenida Cerrito. Então, dessa vez me explicaram porque aparentemente uma mesma rua tem 3 nomes diferentes: Avenida Cerrito, Avenida Carlos Pelegrini e Avenida 9 de Julio. Acontece que a 9 de Julio foi construída posteriormente em um projeto de remodelação da cidade e para tanto demoliram muitos quarteirões. E não modificaram os nomes das ruas laterais e nem mudaram as numerações. E é nesta avenida principal que fica o Obelisco, um dos cartões postais da cidade.

DSCF0248

Nela há apenas um prédio exatamente onde a atual presidente Cristina autorizou a instalação de um retrato de Evita Perón, de quem é fã.

WP_20150112_022

O dia estava extremamente quente. Mesmo. Cheguei a passar mal com tanto calor. Fazia 36º e um sol forte. Acho que a foto abaixo exprime um pouco do meu sentimento! (rs)

WP_20150112_026

Não consegui permanecer muito tempo no local por causa do clima mas possui uma bela praça, como tantas outras de Buenos Aires.

WP_20150112_023

Tiramos algumas fotos e já que estávamos ali resolvemos ir para a Casa Rosada. Antes, almoçamos no Gayo, um restaurante que fica em um prédio histórico na Avenida de Mayo e serve uma Milanesa de Frango GIGANTE bem barato. (Sério, é gigante! E óbvio, dividi com o Moa que venceu o prato!)

WP_20150112_031

Comida gostosa e bem em conta num ambiente bem bonito. Não sei se era o calor intenso, mas acho, que se tinha ar condicionado, não estava dando vazão. Muito bem alimentados a vontade era de fazer uma sesta. Como não era possível, tocamos para terminar o roteiro do dia: a Plaza de Mayo.

WP_20150112_028

 Eu queria ter feito a visita guiada, contudo mais uma vez não conseguimos porque mudamos os planos durante nossa estadia.

WP_20150112_037

Para terminar a sequência turística tradicional, já que o prédio onde funcionou o Cabildo (um dos mais antigos da cidade) também não estava aberto, paramos no Café Tortoni, que funciona desde o final do século XIX. Tem o mesmo espírito que a Cafeteria Colombo no Rio de Janeiro.

WP_20150112_049

Nós queríamos ter ido no Las Violetas, mas já estávamos cansados, pesados e queimados. Depois de um Cheesecake gigante e uma generosa torta Selva Negra, tomamos o rumo para o Hotel. ( Só coloquei essa foto feia para vocês terem uma ideia do tamanho…)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s