Velho irlandês, vocês conhecem?!


O som do Velho reflete o contexto musical em que está inserido: a efervescência multicultural do Rio de Janeiro. São letras, poéticas e autorais, que se fundem em harmonias de estrutura simples, mas longe da obviedade. No palco os teclados e efeitos sintetizados de Raphael Xavier se alicerçam no baixo objetivo de Max Folgado e nas levadas marcantes da bateria de Rômulo Xavier. Tudo isso acompanhando o belo e incomum timbre de Marcela Vale, que nos remete ao melhor que a voz brasileira já produziu. Marcela é, além de vocalista e guitarrista e também a principal compositora do Velho. Apesar da inegável influência do rock britânico e dos clássicos dos anos 1970 e 1980, a banda não tem reservas quanto ao estilo. Seus arranjos são uma verdadeira miscelânea destas influências com a musicalidade inata de seus integrantes, agregando elementos regionais brasileiros que vão desde o samba ao maracatu.

Fonte: Velho Irlandês

Que tal assistir ao vídeo de “A Ponte”?!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s